Sexta, 20 de Maio de 2022
Economia Economia

'Celeiro do mundo não pode ser um país que passa fome', diz Guedes

Ministro da Economia defendeu agricultura familiar e lamentou o elevado desperdício de alimentos na cadeia nacional

17/06/2021 às 13h50 Atualizada em 17/06/2021 às 20h03
Por: Redação Fonte: R7
Compartilhe:
 Edu Andrade/Ascom/ME - 05.03.2021 - (Foto: Edu Andrade/Ascom/ME - 05.03.2021)
Edu Andrade/Ascom/ME - 05.03.2021 - (Foto: Edu Andrade/Ascom/ME - 05.03.2021)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, enalteceu nesta quinta-feira (17) o papel da agricultura para a economia brasileira. Ao defender o investimento na produção familiar, ele lamentou o desperdício e a fome no território nacional. 

"O celeiro do mundo não pode ser um país que passa fome. [...] Nós notamos o desperdício de alimentos no Brasil desde o transporte até a chegada na mesa", disse Guedes em fala durante evento virtual da Abras (Associação Brasileira de Supermercados).

De acordo com Guedes, existe hoje no Brasil mais investimentos em energia e infraestrutura para escoar toda produção nacional. "Precisamos dessa capacidade logística de levar a produção para o resto do mundo", pontuo o ministro ao reforçar que a agricultura foi o que "preservou os sinais vitais da economia brasileira" durante a pandemia.

No evento ao lado da ministra Tereza Cristina (Agricultura) e dos ministros João Roma (Cidadania) e Ricardo Salles (Meio Ambiente), Guedes destacou a união dos membros do governo para manter a cadeia produtiva e garantir o abastecimento da população em meio à pandemia.

João Roma garantiu que novos programas sociais serão anunciados pelo governo em breve para apoiar a população mais necessitada. "A cesta-básica está para a segurança alimentar assim com o carro-pipa para a segurança hídrica", pontuou o ministro da Cidadania.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários